santodaime.be > história > pd. sebastião english | franšais | nederlands | português



História



Xamãnismo

Ayahuasca


Santo Daime

Mestre Irineu (1930-1971)

Pd. Sebastião (1971-1990)

Pd. Alfredo (1990-present)







Padrinho Sebastião

Sebastião Mota de Melo (1920-1990), um dos discípulos directos do Mestre Irineu, continuou o trabalho do seu mestre. Sabendo que era a sua missão de difundir o Santo Daime no país inteiro, criou a comunidade 'Céu do Mapiá' no centro da floresta, onde dirigiu a expansão da doutrina para as cidades brasileiras.



Comunidade

Sebastião Mota de Melo reuniu os seus discípulos numa comunidade para prosseguir os ideais do Mestre Irineu: a igualdade de cada ser humano, a perfeição no trabalho e na meditação, e o respeito profundo para a natureza. Em 1975, os companheiros de Sebastião Mota de Melo e Rita Gregório formaram uma comunidade espiritual de 45 famílias, conhecida sob o nome de ‘Colônia Cinco Mil’, estabelecida à beira de Rio Branco. As famílias que primeiramente se compunham de agricultores e seringueiros, acolheram igualmente cidadões, dos intelectuais aos artistas. O carisma do Padrinho Sebastião, e a sua fé na dimensão espirituala, permitia-lhe dirigir uma associação em meio da realização de um projeto comunitário. Este projeto, baseado simplesmente em mensagens dos seus hinos, aconselhava voltar à natureza e tomar consciência dos valores simples da comunidade e a consciência ecológica.


Céu do Mapiá

Sebastião recebera visões nas quais a floresta chamou-lhe para deixar a cidade e voltar na floresta. Padrinho Sebastião, como já era nomeado, traçou o caminho para a floresta e, após algumas experiências, a aldeia ‘Céu do Mapiá’ foi estabelecido na Amazônia, distanciado do mundo civilizado por dois dias de embarcação no voadeira. O Céu do Mapiá foi visitado rapidamente por discípulos Brasileiros e estrangeiros, e considerado como o lugar de peregrinação por excelência. Com os seus 700 habitantes conscientes da ecologia e uma grande afluência de visitantes, Céu do Mapiá atualmente é considerado como a matriz de uma missão espiritual cuja qualidade é reconhecida mundialmente. A presença da comunidade foi posta 'em abrigo' em 1989 pela decisão do governo Brasileiro de criar ao redor da aldeia uma floresta nacional, pela qual Céu do Mapiá tornou-se o centro de 0,6 milhão de hectares. A aldeia é considerada atualmente como modelo para a manutenção da floresta tropical graças à realização de uma economia estável.


Mestre Fundador

Em 1991, o Padrinho Sebastião voltou à dimensão espiritual e passou a mão para um dos seus filhos, Alfredo Gregório de Melo. Padrinho Sebastião agora é conhecido como 'o Mestre Fundador’, que tem realizado o modelo de uma vida comunitária ao seio da doutrina do Santo Daime. A bem-querida Madrinha Rita ainda vive no Céu do Mapiá, cercado dos seus filhos e netos, protegendo o trabalho precioso do Padrinho Sebastião e acolhendo os visitantes que vêm do mundo inteiro.



América do Sul (1971-1990)



Padrinho Sebastião criou uma comunidade distante na floresta, onde dirigiu a expansão da doutrina para as cidades brasileiras.



Hinário do Padrinho Sebastião

'O Justiceiro' (156 hymns)
'Nova Jerusalém' (26 hymns)



Fotos do Padrinho Sebastião